top of page

95% das grandes empresas portuguesas vê a sustentabilidade como “oportunidade estratégica”

95% das grandes empresas portuguesas vê a sustentabilidade como “oportunidade estratégica”, revela relatório da Católica Lisbon

A Católica Lisbon School of Business & Economics apresentou esta segunda-feira as conclusões do 1º Relatório do Observatório dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS) nas empresas portuguesas, numa análise que avaliou 60 Grandes e 103 Pequenas e Médias Empresas do país e a forma como estas estão a implementar os 17 objetivos sustentáveis da Agenda 2030. O relatório é uma iniciativa do Center for Responsible Business & Leadership da CATÓLICA-LISBON em parceria com a Fundação BPI “la Caixa” e a Fundação Francisco Manuel dos Santos e surge numa altura crucial para a implementação da Agenda 2030 no país e no mundo. No que toca à perceção da sustentabilidade, 95% das Grandes empresas inquiridas responderam que veem o conceito como uma “oportunidade estratégica”, pelo facto de associarem a sustentabilidade a algo intrínseco ao negócio, ou pelo facto de a sustentabilidade ser uma forma de contribuir positivamente para a sociedade e/ou planeta. Nenhuma das empresas referiu considerá-lo uma ameaça.



Fonte: 1º Relatório do Observatório dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável nas empresas portuguesas


Já à pergunta sobre o nível de conhecimento dos ODS nas Grandes empresas, 35% reporta ter entre algum conhecimento a conhecimento detalhado, e apenas 5% diz ter pouco conhecimento. “Desta forma, conclui-se que as empresas portuguesas consideram ter um bom nível de conhecimento dos ODS”, explica o relatório.

Fonte: 1º Relatório do Observatório dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável nas empresas portuguesas


Sobre a forma como os ODS estão implementados nas estratégias empresariais, a maioria das grandes empresas 68,3%, diz estarem “alinhados com a sua estratégia e que fazem parte do seu core business”, ao passo que 18,3% indicaram que definem a “estratégia de acordo com os ODS e suas ambições” sendo que estes guiam a atividade da empresa. Por fim, apenas 1,7% reporta não incorporar ODS na estratégia empresarial.


Fonte: 1º Relatório do Observatório dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável nas empresas portuguesas

No grupo das Pequenas e Médias Empresas (PME), foram apenas 77,7% as que consideraram a sustentabilidade como uma oportunidade estratégica, o que faz com que esta amostra veja menos a sustentabilidade como oportunidade estratégica, comparando com as Grandes Empresas. No entanto, é igualmente relevante afirmar que nenhuma empresa disse considerá-la uma ameaça.

Fonte: 1º Relatório do Observatório dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável nas empresas portuguesas

No caso do nível de conhecimento, apesar de a maioria ter indicado ter algum conhecimento a conhecimento detalhado sobre os ODS, 21,4% ainda diz não ter muito nem pouco conhecimento. ” O nível de conhecimento dos ODS por parte das PMEs evidencia-se como menor face às Grandes Empresas.”


Fonte: 1º Relatório do Observatório dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável nas empresas portuguesas

Por fim, a maioria das PME (47,6%) indica escolher alguns ODS que estão alinhados com a sua estratégia e que fazem parte do seu “core business”, conclui o relatório.


Fonte: 1º Relatório do Observatório dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável nas empresas portuguesas

110 visualizações0 comentário

Comments


bottom of page